Fique por dentro das novidades!

Aprenda a comer fora de casa sem cometer deslizes na dieta

dieta

 

A rotina agitada exige praticidade até mesmo na hora de se alimentar, mas manter uma alimentação equilibrada comendo fora de casa, com as variedades de alimentos que os restaurantes oferecem, pode ser uma tarefa árdua. Por isso, avaliar o que está por trás dos tentadores cardápios e self-services é imprescindível para manter a boa forma. Acredite, é possível comer de forma saudável fora de casa, mesmo para quem está sob uma dieta mais restritiva, como pessoas que se submeteram a cirurgias bariátricas ou usam balão intragástrico.

Considerando que devemos ter equilíbrio de nutrientes e porções ao longo do dia, é importante aproveitar o café da manhã – geralmente feito em casa, para caprichar na qualidade dos alimentos e já preparar o lanchinho do intervalo que deverá comer antes do almoço. Isso ajudará bastante na hora que tiver de enfrentar o restaurante durante o expediente, por exemplo.

Na rua, ter uma alimentação mais seletiva com uma variedade de fibras, verduras, legumes e produtos naturais é a principal indicação, mas não a única, uma vez que é preciso considerar molhos e temperos em todo o prato. Além disso, é preciso equilibrar as demais porções que são importantes para garantir saciedade e energia.

Segundo a nutricionista Sonia Soares Watanabe, com mais de dez anos de experiência no trabalho com obesos mórbidos, ao iniciar uma refeição fora de casa é recomendável optar por restaurantes por quilo, onde é possível selecionar alimentos mais saudáveis, preferencialmente um de cada grupo, como arroz integral, legumes, feijão, saladas de folhas e proteínas. Mas, cuidado para não exagerar na quantidade.

“Alimentos gordurosos devem ser excluídos do prato, pois o processo digestivo da gordura é lento, podendo gerar desconforto estomacal, principalmente em pacientes que, por exemplo, fazem uso de balão intragástrico”, ressalta a especialista.

Watanabe ainda destaca que é preciso cuidado ao consumir alimentos ricos em sódio, que são potenciais desencadeadores do aumento de peso, retenção de líquidos, hipertensão arterial e transtornos renais. Como o sódio é um mineral presente naturalmente nos alimentos, recomenda-se evitar aqueles com alta concentração da substância, como embutidos (linguiças, salsichas, presunto), macarrão e sopas instantâneas.

Maria Angélica Grecco, especialista em nutrição clínica, também dá dicas nas escolhas dos restaurantes, indicando preferencialmente as proteínas grelhadas, legumes e verduras frescas. “Ao montar o prato, opte pelo filé de peixe ou frango grelhado, com legumes, salada e arroz integral. Evite os fast-foods, troque massas por sanduíches naturais, beba sucos naturais e fuja das sobremesas. Mas se este último item for muito difícil, melhor optar por frutas ou gelatinas”, explica.

Compotas de frutas com adoçantes, banana com canela e sorvetes de iogurte com frutas naturais também ser uma alternativa para quem não consegue manter-se longe dos docinhos.

Durante a noite a refeição deve ser mais leve para facilitar o processo digestivo. Sendo assim, ao programar um happy hour ou jantar de negócios, nunca saia de estômago vazio e faça lanches intermediários durante o dia, com barras de cereais ou iogurte com granola que, além de ricos em fibras, ajudam a evitar exageros.

É preciso também cuidado na escolha das bebidas, onde é possível fazer trocas inteligentes e saudáveis. No lugar de bebida alcoólica, prefira água ou sucos naturais, que são ótimos acompanhamentos para palitinhos de vegetais, porções de grelhados e assados.

Fonte: Sistema Orbera

Ivan Stabnov – CRM: 52.58052-7

Share this :

Leave a Comment!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *