Leia Mais

Aumento de peso e a saúde mental
Cerca de 30% dos adultos norte americanos são obesos e a previsão é de aumento para 86% em 2030, caso não haja mudança de hábitos alimentares e exercícios. Nós brasileiros estamos na mesma rota dos nossos vizinhos de continente. Pessoas obesas são mais suscetíveis a problemas relacionados à saúde, como hipertensão arterial sistêmica, diabetes do tipo II, doenças cardíacas, derrame e problemas ortopédicos. Porém, se você é obeso ou está acima do peso pode ter não apenas problemas de saúde física. Você pode também ter sentimentos de culpa e vergonha, isolamento social, pouca energia e depressão. Estes sentimentos podem impactar definitivamente a saúde física e até mesmo encurtar seu tempo de vida.
As consequências sociais de ser obeso
Como a obesidade já foi vista como sinal de riqueza e conforto, a maior parte das pessoas assume automaticamente que o obeso como muita pizza, sanduíche, doces e sorvete. Mas não é tão simples assim. Nós vivemos em uma sociedade na qual você pode ter acesso a alimentos com grande quantidade de calorias e gorduras e soborosíssimos, a qualquer hora do dia e da noite. Essa é a “sociedade obesogênica”. Algumas pessoas podem ter empregos em que o trabalho se dá em posições fixas (sentado) por longas horas e isso restringe o tempo e energia para se exercitar. E a comida está sempre disponível. Isso significa que a pessoa ingere mais calorias do que o grau de atividade que leva a queimá-las, resultando em ganho de peso.

Pessoas com sobrepeso ou obesas podem se sentir extremamente estigmatizadas e experimentam discriminação devido ao seu peso. A discriminação usualmente ocorre cedo, durante os anos escolares e se extende até a fase adulta. Na escola e faculdade, o aluno obeso enfrenta rejeição dos colegas e professores e assédio moral. No trabalho, pessoas obesas relatam humilhação, discriminação relacionada ao peso, como por exemplo, não serem promovidas. Empregados obesos são muitas vezes vistos pelos colegas e supervisores, como menos competentes, desleixados, e sem autodisciplina.

O que pode ser feito para reduzir o estigma da obesidade?
Você deve ter voz ativa em sua casa e em seu trabalho. Você não deve aceitar discriminação na escola, faculdade ou no trabalho. Você deve fazer seus amigos, parentes e colegas entender que você não é o seu peso. Também, se estiver tentando perder peso, tenha certeza de estar cercado de pessoas e familiares que se importam com seu bem estar, lhe dão suporte e carinho. Seja claro a respeito de sua meta de perder peso e peça explicitamente apoio e suporte. Família e amigos que nos apoiam nessas decisões são parte vital do programa de perda de peso.

Finalmente, retire a palavra “dieta” do seu vocabulário e do seu dicionário. Dieta não funciona. O que funciona é mudança de estilo de vida. Coma alimentos mais saudáveis, coma porções menores, exercite-se pelo menos 30 minutos por dia. E tenha bons pensamentos.

Por que o atendimento psicológico?
Decidir colocar o balão já demonstra que a pessoa quer aumentar a satisfação com seu próprio corpo e quer fazer algo para mudar. Assumir as fraquezas e dificuldades, muitas vezes se torna um processo doloroso, onde se faz necessária uma ajuda psicológica para auxiliar na nova descoberta de si mesmo.

Ao colocar o balão, não ocorre uma mudança apenas nos hábitos alimentares. Também ocorre uma mudança interna, onde a pessoa passa a olhar de forma diferente não só para ela mesma mas também para suas atitudes. É uma redescoberta de si mesmo. E para que essa mudança ocorra de maneira transparente e saudável, o atendimento psicológico nesses 6 meses vai auxiliar imensamente, minimizando as ansiedades e favorecendo as mudanças que vão surgindo, que serão tanto físicas quanto emocionais.

Nós, da psicologia, estamos ao seu inteiro dispor para lhe auxiliar nessa caminhada.

Teresa Cristina Manso – Psicóloga – Conheça nossa equipe.

A importância do acompanhamento nutricional
Quando você tomar a decisão e a conscientização de que deseja ou necessita emagrecer, seja por orientação médica ou por iniciativa própria, necessita de um acompanhamento nutricional adequado durante todo o processo a seguir.

O papel do nutricionista junto à equipe multidisciplinar é educacional, voltado principalmente à reeducação alimentar – mudança de hábitos alimentares errôneos – e a descoberta de novos prazeres a mesa.

Quem será submetido à colocação do balão intragástrico, deve começar a receber orientações nutricionais antes do procedimento. Inicia-se aí uma fase de conscientização alimentar, voltada à utilização de alimentos mais saudáveis, ricos em nutrientes específicos (antioxidantes, vitaminas, fibras), afim de viabilizar mudanças qualitativas/quantitativas na alimentação do cotidiano destes pacientes.

Nós vamos estimula-lo(a) a fracionar sua dieta, aumentando o número de refeições para 5 ou 6 refeições diárias e reduzindo a quantidade das porções habituais. Desta forma você perceberá que ao implantar o balão intragástrico terá menos dificuldade para cumprir regras de horários e volumes determinados pela tolerância individualizada à sua necessidade.

O acompanhamento seguirá um padrão nutricional individualizado, respeitando hábitos e preferências, de acordo com padrões nutricionais adequados.

O Nutricionista definirá um plano alimentar após a colocação do balão, com evoluções de volume e consistência, de acordo com a sua necessidade individual. Esta evolução de consistência e volume seguirá padrões pré estabelecidos, sendo possível um ajuste caso haja desconforto gástrico.

O balão é um instrumento capaz de auxiliar a sua perda de peso. Neste acompanhamento através das consultas individualizadas você será estimulado(a) a dar continuidade a este processo durante os meses que seguem e continuar tendo resultados satisfatórios e duradouros. Conte comigo nesta caminhada.

Dra. Renata Kutwak – Nutricionista – Conheça nossa equipe.

A Endoslim Soluções Médicas está aqui para lhe ajudar nesta viagem a um peso natural e saudável. Nossa equipe multidisciplinar composta por médicos, nutricionista e psicóloga pode ajudá-lo(a) a olhar para o seu estilo de vida de entender o que pode ser feito para atingir com sucesso sua meta de perda de peso. Entre em contato.